Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

A Jornada de um Estudante

Um Blog sobre aprender, ensinar e criar online.

A Jornada de um Estudante

Um Blog sobre aprender, ensinar e criar online.

As probabilidades são muitas vezes tidas em conta para nos ajudarem a tomar decisões. Consciente ou inconscientemente recorremos-lhes diariamente para um grande parte das nossas ações.

Uma probabilidade que não temos tanto em conta, e que por vezes temo-la como garantido, é a probabilidade de nós existirmos.

Nascemos, crescemos, vivemos e morremos. Tudo parece muito normal e automático. Não podia ser de outra maneira. Mas, qual exatamente a probabilidade de tu mesmo, com essas características físicas e psicológicas, estares neste momento a ler este artigo?

De acordo com Mel Robbins, a ciência indica que a probabilidade é cerca de 1 em 400 trilhões. Lês-te bem: 1 em 400 trilhões!

Quando pensas que algo é espetacular por superar todas as expectativas e probabilidades, pensa que tu superaste muito mais probabilidades ao nascer. A probabilidade de estarmos aqui, nesta época, agora, é extremamente perto de zero. E, no entanto, aqui estamos nós.

É incrível pensar nisto. Podemos dizer que é um milagre não só estarmos aqui, como também por não termos passado por momentos terríveis que ocorreram no decorrer da história mundial. Somos certamente uns sortudos e muitas vezes não temos noção disso. Tomamos como garantido a maior dádiva do Universo. E, quando passamos a ser gratos por ela, tudo se torna melhor.

jeremy-bishop-vGjGvtSfys4-unsplash.jpg

Photo by Jeremy Bishop on Unsplash

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.