Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

A Jornada de um Estudante

Um estudante da vida, que escreve do que pensa, do que vê e do que sente

O poder das palavras

03.02.20 | Gonçalo

Gosto de escrever. Gosto da forma como as letras se enterlaçam umas nas outras formando palavras e como estas, toda juntas, criam uma harmonia perfeita formando frases. 

É impressionante como um conjunto tão limitado de letras consegue construir algo tão grande e poético. Transmitir tudo aquilo que o escritor quiser transmitir. Fazendo com que o leitor mergulhe numa realidade paralela, fictícia ou não, sentindo como se estivesse presente na história. É isto que me fascina, pois não vejo nada mais poderoso que o poder das palavras.

Apesar disto tudo, ser escritor não é fácil. Requer responsabilidade. Porque mesmo tendo este poder todo, por vezes não é fácil controlá-lo.

Por exemplo, as palavras podem não sair como queremos levando a falhas na compreensão e intrepretação ou podem mesmo sair como queremos mas as pessoas podem não querer ler o que temos para dizer levando a oposições de ideias e desacordos.

Como qualquer arma, a escrita também tem de ser domada. Para a conseguirmos controlar, antes que ela nos controle a nós. E para isso o que é preciso fazer? Escrever, escrever, escrever.

2 comentários

Comentar post