Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

A Jornada de um Estudante

Um Blog sobre aprender, ensinar e criar online.

A Jornada de um Estudante

Um Blog sobre aprender, ensinar e criar online.

Ontem falámos sobre auto-estima. Que estava relacionado como as pessoas pensavam sobre si próprias. Hoje vamos falar da procrastinação, um mindset que pessoas depressivas têm frequentemente. Isto porquê? Já vimos que pessoas depressivas se vêem muito negativamente, não se valorizam como deviam, sendo na maior parte das vezes devido a uma distorção da realidade causada pelos seus próprios pensamentos. A verdade é que com estes pensamentos, a pessoa não se sente capaz de realizar algumas tarefas. E por isso adia-as, por dias, semanas, meses, ou até por vezes anos. Consequentemente, quanto menos se faz, menos se quer fazer e assim a falta de motivação da pessoa só vai aumentando.

Existe muitos mindsets que estão relacionados com essa resistência de atuar, tais como: Falta de esperança, sobrecarga, minimização das suas conquistas, o perfeccionismo, o medo de falhar, o medo do sucesso, baixa tolerância à frustração e muitos, muitos outros. Mindsets estes que se continuarem a ocorrer, nunca vai haver progresso. Porque estes pensamentos, vão dar a emoções negativas sobre si próprio e a uma maior resistência a atuar, consequentemente vai dar ainda a mais pensamentos negativos. Criando assim um ciclo.

Posto isto, quero apresentar algumas dicas muito simples que poderão trazer progressos para pessoas nesta situação:

1. Começa a utilizar um horário, ou uma lista de coisas que tens de fazer e vais riscando à medida que as realizares.
O truque está em: no início do dia, ou na noite anterior quando criares essa lista, faz a perspetiva do dia, com as coisas que esperas fazer. No fim desse dia, de noite, escreves a retrospetiva do dia, com as coisas que realmente fizeste. Isto vai fazer com que tenhas um propósito. Vai fazer com que tenhas uma plataforma por onde te guiares, acompanhando ao mesmo tempo o teu progresso.

IMG_0081.HEIC

 

2. Folha anti-procrastinação
Nesta técnica, vais escrever numa folha em forma de tabela: o que tens de fazer, a dificuldade e satisfação prevista para a realização dessa tarefa. Depois de realizada a tarefa, escreves a real dificuldade e o quanto de satisfação realmente de deu.
Isto vai-te mostrar que na maioria pensas que a tarefa é mais difícil do que na realidade é.

IMG_0082.HEIC

3. Quebrar a tarefa em tarefas mais pequenas
Muitas vezes, tens algo para fazer que sabes que vai demorar muito tempo e que vai consumir muito da tua energia. E com isso, começas a adiar. Uma forma de evitares isto e começares a meter algum trabalho em dia é teres noção que não tens de fazer tudo de uma vez. Divide essa tarefa gigante em tarefas mais pequenas. Tenta trabalhar nisso 10 minutos e depois descansa mais 10. O que interessa é fazer alguma coisa. Progresso é progresso por mais pequeno que seja.

4. Motivação sem coerção
Esta técnica consiste em escrever as vantagens e desvantagens de algum acontecimento. Pensando racionalmente sobre isto, consegues reparar naquilo que anteriormente não vias. Que nem tudo é como parece. Que às vezes a coisa mais fácil a fazer nem sempre é a mais correta.

 

*** Todas as fotos são tiradas do livro Feeling Good de David D. Burns, M.D. ***

 

1 comentário

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.