Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

A Jornada de um Estudante

Um Blog sobre aprender, ensinar e criar online.

A Jornada de um Estudante

Um Blog sobre aprender, ensinar e criar online.

Na altura das máquinas de escrever, quando ainda não havia computadores, tudo o que era escrito, ficava escrito. Não era possível apagar, alterar ou reformatar. Com isso eram frequentes algumas gralhas.

Com a vinda dos computadores, todos estes problemas conseguiram ser corrigidos. Mas, com a resolução de um problema, surgiu outro.

O facto de podermos desfazer, apagar e recomeçar tão facilmente tudo o que podemos criar e escrever, leva-nos à dúvida constante se "está bom o suficiente para ser publicado". Enquanto antes, algo era escrito, e se não fosse bom, tentava-se que na próxima vez fosse melhor; hoje, isso já não funciona bem assim. Ao ponto de nos preocuparmos tanto com isso que impede a partilha. Abandonando muitas vezes o projeto, ao nos sobrecarregarmos com a quantidade de coisas que temos de melhorar.

Como Thomas Frank uma vez disse:

"When you can easily you hit ctrl+z (desfazer) on any mistake that you make, then becomes very easy to perfectionism take over."

Uma boa abordagem para evitar isto seria escrever. Mas escrever sem parar. Escrever até ao fim. Tirar partido de que a escrita é feita sozinha e sem ninguém a ver. Um processo em que podemos escrever, escrever e escrever e editar depois. Depois do que queríamos dizer e do que queríamos passar estivesse escrito, no final, seria "só" ordenar os argumentos para dar sentido ao texto e dar uns toques ali e acolá.

Escreve sem parar, edita no final e não deixes o perfeccionismo dominar a tua criatividade.

u-j-e-s-h-7ySd00IGyx4-unsplash.jpg

Photo by u j e s h on Unsplash

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.