Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

A Jornada de um Estudante

Um Blog sobre aprender, ensinar e criar online.

A Jornada de um Estudante

Um Blog sobre aprender, ensinar e criar online.

As pessoas não gostam de perder. Já Daniel Kahneman dizia no livro "Pensar depressa e devagar": as perdas têm maior peso do que os ganhos. Por isso, entre duas opções, as pessoas tendem a olhar mais depressa para o risco de perder que para a oportunidade de ganhar.

Isto é normal. A maioria das pessoas é assim, sendo que uns têm uma aversão à perda maior que outros. E, por esta razão é que podemos afirmar que é difícil arriscar. Tendemos sempre a pensar "e se perdermos?" do que a pensar "e se ganharmos?". Mas, a verdade, é que tal como nas apostas, por exemplo, a vida é feita de ganhos e de perdas. Entrando ambos para a equação que a vida é. Ora umas vezes se ganha, ora outras vezes se perde.

Por esta razão, acredito que é importante arriscar. Um risco bem calculado e consciente, apesar de haver na mesma a possibilidade de perder, tem-se muito a ganhar. Não apenas do que se arriscou em si, mas também outros aspetos muito mais importantes que esses.

Arriscar dá-nos confiança. Tanto em nós próprios, como também naquilo que nós conseguimos alcançar. Ajuda-nos a ver o mundo como ele realmente é: um conjunto de acontecimentos gerados pela sorte e pelo infortúnio. Onde ambos são possíveis e cabe-nos a nós geri-los da melhor forma possível sem que eles afetem a nossa capacidade de agir.

Riscos servem para nos fazer crescer. Por muito perigosos que às vezes eles pareçam ser , quando tomados com cuidado, temos mais a ganhar com eles que a perder.

loic-leray-fCzSfVIQlVY-unsplash.jpg

Photo by Loic Leray on Unsplash

2 comentários

Comentar post